É possível aumentar a massa magra através das plantas

É possível aumentar a massa magra através das plantas

Diferente de várias dietas que existem por aí, a alimentação à base de plantas se caracteriza por ser uma filosofia de vida que prega o não consumo de alimentos industrializados e ingerindo menos (ou quase nada) de produtos de origem animal.

Sendo à favor de uma vida mais equilibrada, a alimentação à base de plantas – especialmente as cruas – vêm ganhando mais adeptos com o passar dos anos. Dos sedentários aos mais fitness, não são poucas as pessoas que buscam se desatar das amarras do consumo de industrializados.

No entanto, apesar dessa evolução, ainda se encontram dúvidas sobre a relação deste tipo de alimentação  com o aumento de massa magra. Afinal, é um costume dos fisiculturistas e de quem tem treinos mais pesados, comer várias porções de carne, principalmente frango. Parece algo essencial para manter a forma.

Certo?

Bem, nem tanto.

Como se constroem os músculos?

Para criar e aumentar o volume dos músculos, é necessário feri-los. Isto é, romper a fibra. A reconstrução delas é um processo natural do corpo e para isso ele usa dos aminoácidos. Se o corpo puder prover mais aminoácidos, melhor essa reconstrução será feita e maior o volume do músculo.

Para que esses nutrientes estejam disponíveis, é necessário consumir proteínas em quantidades elevadas. Para quem quer ganhar massa magra, o ditado sempre foi “consuma mais do que você queima”.

Por isso, é comum ver quem prática treinos mais pesados com uma dieta à base de muito frango, batata, outras proteínas e carboidratos do tipo. Apostamos que você já viu ou conhece alguns deles, não é?

Por isso, é até natural possuir tal dúvida. “Como aumentar minha massa magra se não como o mesmo tipo de alimento que os essas pessoas?”.

Acontece que na a alimentação à base de plantas, a lógica é a mesma que a explicada acima. Apenas as fontes dessas proteínas serão diferentes.

A dieta à base de plantas para quem quer ganhar massa magra

Uma dieta baseada em vegetais pode ser muito rica, o que facilita na obtenção de praticamente todos os nutrientes necessários para aumentar sua massa magra.

O desafio de quem é adepto desse lifestyle está em justamente elaborar a própria dieta e conciliá-la com seus treinos, buscando ou aumento ou manutenção da sua massa magra.

Porém, da mesma forma que a muitos frequentadores assíduos de academia, os adeptos dessa alimentação mais saudável, sem industrializado e menos carne, também podem precisar da ajuda de um nutricionista para conseguir uma dieta balanceada, de acordo com seu perfil, estilo de vida e objetivos. Inclusive a gente sempre recomenda que se desejar fazer alguma alteração na sua alimentação, primeiro converse com uma nutricionista!

Uma vez estabelecido um plano alimentar que contemple opções ricas em proteínas e que dê nutrientes necessários para aguentar os treinos, é só partir para a prática e ir para a academia.

Normalmente, os alimentos que estas pessoas mais consomem para que seus treinos tenham mais resultados são:

  • Carboidratos: Batata doce, aveia, arroz integral, frutas.
  • Verduras e vegetais: Espinafre, vagem, brócolis, couve-flor, espargos.
  • Proteínas: Feijões, quinoa, cogumelos, sementes de cânhamo, grão de bico.
  • Lipídios (Gordura): Abacate, linhaça, amendoim, nozes, amêndoas, pasta de amendoim, óleo de coco, castanha.

Esses são só exemplos, mas já são o bastante para você ter uma boa ideia de como a dieta de uma pessoa que come menos carne, funciona.

E então, viu como é possível ganhar massa magra mesmo com uma alimentação com menos carne? Esse é um desafio que todos conseguem enfrentar e, com força de vontade, superar. Que tal você tentar?

Se gostou dos nossos conteúdos e quer ler mais sobre vida fitness e equilibrada, além das novidades da Run, é só ficar ligado em nosso blog!

Deixe um comentário