Tagged as: musculação

10 motivos para você ALONGAR.

O alongamento é um estimulo físico que gera inúmeros benefícios para o praticante, como relaxamento muscular, aquecimento articular e prevenção de lesões. Alongar consiste em posicionar partes do corpo de forma que alongue os músculos e os tecidos moles. Quando isso acontece as fibras musculares atingem uma posição de repouso máximo, melhorando o desempenho e diminuindo as chances de lesão.

Além dos benefícios citados acima, o alongamento é completo pois ativa mecanismos fisiológicos benéficos e fundamentais para a nossa saúde. Durante o alongamento o cérebro libera substancias, como por exemplo, o fluido cérebro-espinhal. Ao levar uma vida ativa e cheia de movimento, garantimos a produção freqüente dessas substâncias, pois o cérebro e o corpo são constantemente estimulados pelas atividades cotidianas. No entanto, muitas pessoas não vivem assim, e o alongamento pode ajudar o corpo a funcionar de maneira apropriada.

Além disso, alongar acalma o sistema nervoso ao liberar a tensão comprimida entre as camadas de músculos, ossos e articulações. Quando essa tensão se torna crônica, ela causa envelhecimento precoce e sensação de corpo pesado. Quando o cérebro relaxa por meio do alongamento corporal, revertemos esse processo ao enviar sinais para que as células se renovem e faz com que nos sintamos mais vigorosos e joviais.

Muitos exercícios de alongamento como girar, inverter e torcer, massageiam os órgãos internos vitais, especialmente as glândulas do corpo, como fígado, rins, intestinos, pâncreas e glândulas supra-renais. Massagear os intestinos ao girar o corpo facilita o percurso dos alimentos ingeridos e mantém esse órgão irrigado.

Abaixo temos 10 benefícios para convencer você a acrescentar o alongamento na sua rotina e ter uma vida cada vez mais saudável e equilibrada..

  1. Aumenta a flexibilidade, deixando os movimentos mais soltos e leves e melhorando a aptidão física.
  2. Alivia a tensão muscular responsável por dores nas costas, no pescoço e até dores de cabeça;
  3. Relaxa o corpo e a mente, ajudando a aliviar o estresse;
  4. Aumenta a consciência corporal, melhorando também a habilidade para aprender e executar movimentos finos;
  5. Melhora a postura;
  6. Previne lesões esportivas e as dores musculares após o exercício físico;
  7. Previne tendinites e LER (lesão por esforço repetitivo);
  8. Ativa a circulação sanguínea;
  9. Prepara o músculo para a atividade física;
  10. Ajuda o sistema fisiológico a cuidar melhor do nosso corpo.

Que tal incluir mais esse benefícios na sua vida? Você trabalha seu alongamento e flexibilidade em aulas como Yoga, Pilates, Alongamento e claro na Musculação ou em qualquer lugar que desejar!

Quer começar a cuidar do seu corpo agora? Clique AQUI e ganhe 7 dias grátis para provar um pouco da Run!

 

Anderson Machado CREF: 16872 G/SC

 

Conheça a nossa Avaliação Funcional – FMS

AVALIAÇÃO FUNCIONAL FMS

O FMS é a Avaliação Funcional do Movimento mais utilizada no mundo. Além de uma avaliação o FMS é um sistema que norteia do início ao fim do seu processo de conhecimento do cliente e prescrição de exercícios ou na reabilitação. Mudando a forma de pensar e de trabalhar de milhares de profissionais do movimento em todo o mundo.

Iniciada pela necessidade aplicada de se ter uma ferramenta qualitativa que analisasse o quão bom e capaz seria um padrão de movimento básico.

Desenvolvida em 1997 pelo Gray Cook (Fisioteraputa) e pelo Lee Burton (Preparador Físico) a partir da necessidade de elucidar as causas da dor no tornozelo de um atleta amador universitário. Desde então seu aprimoramento foi constante até chegarmos no protocolo que utilizamos hoje.

A filosofia do FMS está pautada no conceito de que o corpo inteiro deve estar funcionando corretamente a fim de maximizar o desempenho do indivíduo. Quando o corpo é visto como uma corrente de elementos individuais, subentende-se que o elo mais fraco desta corrente pode enfraquecê-la como um todo.

O FMS oferece ferramentas simples e muito eficazes para identificar e aperfeiçoar padrões pobres ou compensatórios.

“Somos tão fortes quanto nosso elo mais fraco”

Que tal agendar uma Avaliação Funcional Run e cuidar ainda mais do seu corpo??

Entre em contato com a nossa recepção e agende já!

Se quiser ainda mais infos, o preparador físico da seleção Brasileira sub20 de futebol explica ainda mais no video:

http://www.treinointeligente.com.br/fms-avaliacao-funcional-do-movimento/

ECONOMIA DE TEMPO X TREINAMENTO INTERVALADO

Hoje em dia um dos principais motivos para não praticar exercícios físicos é a falta de tempo (uma pesquisa interna apontou que 27,45% dos motivos de cancelamentos de planos, é a falta de tempo).

Desta forma não há como não pensar em HIIT. HIIT é a abreviação de High Intensity Interval Training, termo inglês para Treino Intervalado de Alta Intensidade. O treino de HIIT consiste em alternar exercícios de alta intensidade por um curto período de tempo, intercalado com tempos de descanso.

No mundo fitness o HIIT vem ganhando muito espaço em treinos visando o emagrecimento. Isso mesmo, você não precisa ficar por horas e horas na esteira para emagrecer. Estudos apontam que protocolos intervalados de apenas 20 minutos apresentam resultados semelhantes ou até melhores que uma hora constante na BIKE.

Há cada vez mais estudos científicas sendo publicadas comprovando a eficácia dos treinos intervalados, para quem deseja perder peso e queimar gordura, principalmente quando comparados ao aeróbios contínuos.

Um estudo realizado na Universidade Gama Filho – Goiana, envolvendo 30 mulheres adultas na faixa etária de 18 a 40 anos, comparou os efeitos os efeitos do treinamento aeróbio intervalado e do treinamento aeróbio contínuo na redução da composição corporal. Dentre os resultados destaca-se; em um mesmo volume de treino, não houve uma diferença significativa no percentual de gordura no grupo continuo, enquanto que no grupo de treinamento intervalado observou-se uma diferença significativa entre as médias de 3,73% de gordura.

E ai será mesmo que a falta tempo é mesmo um motivo para não praticarmos exercício físico?

BELMIRO, Wellingthon de Oliveira; NAVARRO, Antonio Coppi. O EFEITO DO TREINAMENTO INTERVALADO DE ALTA INTENSIDADE PARA REDUÇÃO DE GORDURA CORPORAL. Revista Brasileira de Obesidade, Nutrição e Emagrecimento, São Paulo, v. 10, n. 59, p.224-230, set. 2016.

SANTOS, Michel et al. Os Efeitos do Treinamento Intervalado e do Treinamento Contínuo na Redução da Composição Corporal em Mulheres Adultas. 2001. 12 f. Dissertação (Mestrado) – Curso de Educação Fisica, Pós-graduação Lato Sensu em Fisiologia do Exercício e Avaliação Morfofuncional, Goiânia, 2002.

Anderson Bento é estudante de Educação Física na Universidade Federal de Santa Catarina.

Meninas, mulheres e senhoras: bem-vindas à musculação!

A procura por academias pelo público feminino – mais precisamente a modalidade de Musculação – tornou-se crescente nos últimos anos, seja pela busca por qualidade de vida e saúde, ou exclusivamente estética corporal. Mesmo que muitos mitos em relação à musculação feminina já tenham sido esclarecidos e quebrados, comumente escuta-se a seguinte dúvida: “Mas treinando assim eu não vou ficar musculosa e desenvolver aspectos masculinizados?” Não. Acredite. Não seria assim tão fácil, nem se você quisesse.

Para compreender, é importante que não entendam “hipertrofia” como “músculos exageradamente grandes, iguais aos de fisiculturistas”, e lembrar sempre que o ganho de massa magra pode ser proporcionado em dimensões variadas.

As diferenças hormonais, genéticas e dietéticas entre gêneros permitem que homens e mulheres apresentem resultados completamente diferentes, mesmo se realizarem os mesmos exercícios. É claro que um elevado patrimônio genético facilitará a resposta do indivíduo ao treinamento, melhorando seus níveis de condicionamento rapidamente. Porém, tratando-se especificamente da hipertrofia muscular, o grande protagonista da história é o hormônio testosterona. Este, por sua vez, é o principal hormônio responsável pelo aumento da massa muscular e pela promoção de características masculinas. Isso explica o porquê dos homens exibirem maior grau de hipertrofia, considerando que possuem níveis sanguíneos de testosterona 20 a 30 vezes mais elevados que as mulheres. Ou seja, mulheres não têm suporte hormonal para ganhar massa muscular como homens e desenvolver características masculinizadas, mesmo treinando intensamente e alimentando-se bem; o máximo que conseguirão será garantir uma musculatura tonificada e saudável.

Considerando os fatos, você pode pegar pesado nos exercícios de membros inferiores E superiores. Lembre-se que o sucesso para conquistar as metas de um programa depende da efetividade do estímulo gerado no treinamento; se você objetiva aumentar a massa muscular magra, melhorar a composição corporal, a força, a potência, o desempenho motor, ou qualquer outra meta, é necessário manter-se fiel aos princípios básicos da Musculação e dedicar-se, sem medo!

Referências

POWERS, Scott K.; HOWLEY, Edward T. Fisiologia do Exercício: teoria e aplicação ao condicionamento e ao desempenho. 8. ed. Barueri: Manole, 2014.

GUEDES, Dilmar Pinto. Musculação: estética e saúde feminina. 4. ed. São Paulo: Phorte Editora, 2012.

 

Colaboradores_Monique

Monique é estudante de Educação Física na Universidade Federal de Santa Catarina

 

Atividade física na sua rotina!

        Tornar a prática de atividade física parte da rotina diária é um passo muito importante para a promoção da saúde e do bem-estar. Muitos são os estudos que comprovam os benefícios físicos, psíquicos e sociais proporcionados por uma atividade física realizada de forma regular.
A falta de tempo, cansaço e desmotivação são uns dos principais motivos para que a academia seja deixada de lado. Mas, como você pode conciliar todas as atividades do seu dia, inclusive a academia? Nós da Run Fitness Club te damos algumas dicas:

1) Reserve, no mínimo, 30 minutos do seu dia para a academia. Você notará que terá muito mais disposição durante o dia e seu sono melhorará;
2) Caso seja necessário nos primeiros meses, faça com que a prática de atividade física seja como um compromisso de trabalho. Anote na agenda e reserve um horário especialmente para a academia;
3) Peça para seu instrutor que proponha exercícios que irão te dar prazer em realizar, assim você se sentirá mais motivado;
4) Tenha sempre objetivos que são palpáveis de ser alcançados e anote toda evolução que sentir no seu corpo;
5) Traga um amigo para treinar com você! A companhia de alguém durante o treino faz com que ele seja menos tedioso;

        Por fim, exercite-se também fora do ambiente da academia. Trocar o carro por bicicleta, o elevador por escada, faz com que você deixe de lado sedentarismo e comece a ter uma vida mais ativa.

VENHA TREINAR COM A GENTE!

Colaboradores_Flavia_2

Flavia Garcia Pires – Graduanda da Universidade Federal de Santa Catarina